Escola de Negócios EENI Business School

Negócios em São Vicente e Granadinas



Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC) da EENI

Comércio exterior são-vicentino, negócios em Kingstown (São Vicente e Granadinas)

  1. Introdução à São Vicente e Granadinas
  2. Negócios em Kingstown
  3. Economia são-vicentina
  4. Comércio exterior são-vicentino
  5. Oportunidades de negócio em São Vicente e Granadinas
  6. Acesso ao mercado são-vicentino
  7. Plano de negócios para São Vicente e Granadinas

Os objetivos da UC «Comércio internacional e negócios em São Vicente e Granadinas» são:

  1. Analisar a economia, o comércio exterior e os investimentos são-vicentino
  2. Avaliar as oportunidades de negócio em São Vicente e Granadinas
  3. Analisar as relações comerciais de São Vicente e Granadinas com o país do estudante
  4. Conhecer os acordos comerciais de São Vicente e Granadinas
  5. Desenvolver um Plano de negócios para o mercado são-vicentino

Negócios nas Caraíbas

Estudantes, Curso Mestrado Doutoramento, Negócios Internacionais, Comércio Exterior

A UC «Comércio exterior e negócios em São Vicente e Granadinas» é estudada nos seguintes programas ministrados pela EENI Global Business School:

Mestrado em Negócios Internacionais, Comércio Exterior.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais

Doutoramento: Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais

Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior Mestrados e Doutoramento em Negócios Internacionais em inglês Saint Vincent and the Grenadines Mestrado Comércio Exterior em francês Saint-Vincent-et-les-Grenadines Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol San Vicente y Granadinas.

Comércio exterior e negócios em São Vicente e Granadinas:

Acesso preferencial / Acordos comerciais

Acesso preferencial e acordos comerciais de São Vicente e Granadinas:

  1. São Vicente e Granadinas e o Espaço Económico Caribenho
  2. CARICOM
    1. Acordo CARICOM-República Dominicana
    2. Acordo Costa Rica-CARICOM (São Vicente e Granadinas)
    3. Acordo CARIFORUM-UE
    4. Acordo Colômbia-CARICOM (São Vicente e Granadinas)
    5. Acordo do Reino Unido-CARIFORUM
  3. Organização dos Estados das Caraíbas Orientais
  4. Associação Estados das Caraíbas (AEC)
  5. Iniciativa da Bacia das Caraíbas
  6. Aliança Bolivariana (ALBA)
    1. Acordo de fornecimento energético com Venezuela (Petrocaribe)

Facilitação do Comércio Exterior

  1. OMC
    1. AGCS
    2. Acordo Facilitação do Comércio
    3. Acordo Medidas Sanitárias
    4. Acordo Inspeção Pré-embarque
    5. Acordo Barreiras Técnicas ao Comércio
    6. Acordo de Salvaguardas
  2. OMA
    1. Convenção de Quioto
  3. Oficina de Contentores e Transporte Intermodal
  4. Convenção de Chicago (OACI)
  5. Organização Marítima Internacional
    1. Convenção Seguridade Contentores
    2. Convenção de Istambul - Não membro
  6. Regras de Hamburgo

Integração da Ibero-América

  1. CELAC 
    1. Cimeira UE-CELAC
  2. OEA
  3. CEPAL

Globalização e organizações

  1. BM
  2. FMI
  3. OMC
  4. Commonwealth
  5. NU
    1. UNCTAD
    2. OMPI
    3. Centro de Comércio Internacional
    4. CNUDCI

  1. São Vicente e Granadinas é formado por:
    1. A Ilha de São Vicente
    2. O Arquipélago das Granadinas (66% da parte norte)
  2. Capital são-vicentina: Kingstown (Ilha de São Vicente)
  3. Paróquias (Parish) de São Vicente e Granadinas: Carlota (Charlotte), São Andrés (Saint Andrew), São David (Saint David), São Jorge (Saint George), São Patrício (Saint Patrick) e Granadinas (Grenadines)
  4. São Vicente e Granadinas não compartilha fronteiras terrestres com nenhum país
  5. Países mais próximos à São Vicente e Granadinas pelo mar: Granada, Santa Lúcia e Venezuela
  6. Área de São Vicente e Granadinas: 387 km2
  7. População de São Vicente e Granadinas: 110.000 pessoas
    1. Densidade da população são-vicentina: 283 habitantes / km2
    2. 66% da população é de origem africana
  8. A língua oficial de São Vicente e Granadinas é o inglês (crioulo são-vicentino)
  9. Abolição da escravatura em São Vicente e Granadinas: 1834
  10. Clima de São Vicente e Granadinas: tropical
  11. 1498: descobrimento pelos espanhóis (Granadinas: cidade de Granada, Espanha)
  12. 1719: colonização francesa
  13. 1779: colonização britânica
  14. Tipo de Governo: Monarquia constitucional parlamentária (Rainha Isabel II, Commonwealth)
  15. São Vicente e Granadinas torna-se independente do Reino Unido em 1979

Principal religião em São Vicente e Granadinas: Cristianismo (Protestantismo).

São Vicente e Granadinas pertence ao Espaço Económico Caribenho da Civilização Ocidental.

Negócios em São Vicente e Granadinas (Comércio Exterior) Caraíbas

Cristianismo e Negócios (catolicismo, protestantismo)

A economia são-vicentina.

  1. Alto risco de desastres naturais (tempestades tropicais)
  2. PIB são-vicentino (PPA): 1.243 milhões de dólares
  3. PIB per capita de São Vicente e Granadinas (PPA): 11.291 dólares
  4. Classificação de acordo com o Banco Mundial: economia de renda média baixa
  5. A agricultura é a principal atividade económica de São Vicente e Granadinas
  6. Importante exportação de bananas (50% das exportações)
  7. Principal produtor mundial de araruta (arrowroot)
  8. O turismo é um sector emergente
  9. Boom da construção e da banca off-shore
  10. Principais indústrias são-vicentinas: processamento de alimentos, fabricação de móveis, têxteis, produção de cimento e produção de amido
  11. Moeda são-vicentina: Dólar das Caraíbas Orientais (XCD)
  12. Código da Internet de São Vicente e Granadinas: .vc
  13. Aeroporto Internacional Argyle
  14. Dirige à esquerda

Comércio exterior / internacional

Comércio exterior são-vicentino.

  1. As principais exportações de São Vicente e Granadinas são bananas, maranta, raquetes de tênis
  2. Principais destinos das exportações de São Vicente e Granadinas: Estados Unidos, Reino Unido, França, Itália, Grécia, China, Índia, Polónia, Trindade e Tobago, Santa Lúcia, Barbados, Dominica, Granada, Antígua e Barbuda
  3. As principais importações de São Vicente e Granadinas são: alimentos, máquinas, produtos químicos, fertilizantes, minerais e combustíveis
  4. Principais fornecedores de São Vicente e Granadinas: Estados Unidos, Trindade e Tobago, Singapura, Reino Unido, países da CARICOM, China, Itália, Turquia, França, România



(c) EENI Global Business School (1995-2024)
Não usamos cookies
Topo da página

EENI: O Conhecimento leva à unidade, assim como a ignorância à diversidade